segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Resolução 2013

 
A única resolução que verdadeiramente interessa em qualquer ano da nossa vida.....
Que sejamos felizes!!
Feliz 2013!!
( e faz por isso )
 
 
P.S.- Texto imagem literalmente copiados da página do facebook de Ana Lúcia Martins, e porque as palavras transcreviam exatamente o meu pensamento foram transcritas na integra, um beijo grande à minha linda cunhada, uma irmã querida que a vida me trouxe.

domingo, 30 de dezembro de 2012

2013


”(…) Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente.”

(Carlos Drummond de Andrade)

Natal - sopro mágico


De repente tudo parece estar a correr bem, como que num sopro mágico tudo se tornou perfeito….talvez as melhores coisas acontecem de repente sem se esperar.Até porque Deus nunca se engana!
 

A energia por este lado é super positiva e vou fechar o ano como comecei, extremamente feliz.

Quem me dera ter um sopro mágico, isso mesmo, um sopro mágico. Um sopro o qual eu pudesse soprar o bem, soprar a felicidade, o amor, o carinho, a paz para aqueles que estão a sofrer, para que pudessem também partilhar a felicidade que estou a sentir.

Estou ansiosa para recomeçar o ano de 2013, essa nova etapa da vida.

Só posso adiantar que tudo aquilo que desejei no Natal, foi pela realidade superado em larga escala. Porque se algo que em que eu acredito é que a força de dentro é maior. Maior que todos os ventos contrários.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

É mais ou menos isto....


 

“Engana-se o homem que pensa que o sonho de toda a mulher é encontrar o príncipe encantado…
Na verdade, o sonho de toda a mulher é comer sem engordar!”

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Feliz Natal


Melhor do que todos os presentes por baixo da árvore de Natal é a presença de uma família feliz à volta da mesa que partilham muito mais que uma refeição, partilham conversas e risos…. Por isso Sou e Estou muito FELIZ.
A todos votos de um dia muito feliz neste dia de Natal.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Tristes conclusões


 

Ando a comer como se não houvesse amanhã!

E o resultado já se fez notar!

Preciso mesmo, mesmo, mesmo de emagrecer.

Tragam-me a fruta e a sopinha.

A lambarice acabou….mas estamos no natal! Ai a minha vida!

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Fala-se tanto....



 

…que o ano que se adivinha vai ser bem mais difícil!
Mostra-se receios, e não infundados, mas fica a pergunta:
 
"O que fizeste tu para enfrentar a austeridade para que tenhas prosperidade em tempo de crise?"

Trabalhos da escola


A filhota trouce da escola uma luva verde para decorar.
 

A filhota explicou que cada menino da turma levou uma luva para decorar e que todas juntas íam fazer parte de uma coroa para decorar a porta da sala de aula.

A inspiração era pouca, foi o resultado possivel com os materiais que tinha cá por casa.

A filhota parece que gostou, por isso deve estar bem….

Um dia alguém disse:


 


“É melhor estar preparado para uma oportunidade e não ter nenhuma, do que ter uma oportunidade e não estar preparado...".

E eu concordo.

Menu Semanal


Domingo
Arroz de potas/mousse de lima
Jantar em casa da mãe

2º feira
Pasta com salsicha alemã em molho grosso de cerveja e pimento/bolo de diospiro

3º feira
Almondegas com arroz branco/kiwi

4º feira
Salmão grelhado com batata cozida e couve/pera

5º feira
Maruca estufada com batata/gelatina de morango

6º feira
Arroz de legumes e douradinhos/ diospiro de roer

Sábado
Hambúrguer grelhado com batata frita/maçã
Sopa + restos

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Bolo de Diospiro


 
Todos os anos é a mesma coisa, a minha casa fica repleta de dióspiros. E eu que nem gostava nada desta fruta! O filhote também não gosta, já o marido e a minha pequenota comem um ou dois e ficam fartos por mais um ano. Todos os anos era a mesma coisa, eram mais os que se estragavam do que os que se consumiam, por isso resolvi fazer uma pesquisa, a ver o que poderia fazer para lhes dar uso, ou pelo menos a alguns!

Encontrei umas tantas receitas, umas que nem me despertaram e outras que me pareceram interessantes. Esta é a 1º de todas que as que eu escolhi como interessantes.

Eu resolvi dividir a massa em 3, porque quis levar um mimo para a minha mãe e queria levar também para o trabalho para partilhar com uma colega e achei mais prático do que fazer numa única forma.

Um bolo bem simples de confecionar, e gostei bastante do resultado. Para quem nem gosta de diospiro, já estou farta de comer do bolo…


Ingredientes:
- 1 gema
- 250 g de açúcar
- 2 c. (de sopa) de manteiga derretida e arrefecida
- 4 dióspiros maduros
- 1 c. (de chá) de canela
- raspa de ½ laranja grande
- raspa de ½ limão grande
- ¼ c. (de chá) de sal
- 300 g de farinha
- 2 c. (de chá) de fermento
- 1 clara

Preparação:
Bata a gema e adicione progressivamente todos os ingredientes listados até ao sal. Quando a massa estiver homogénea, misture a farinha e o fermento. Por fim junte a clara batida em castelo bem firme à massa, envolvendo com uma colher. Leve a cozer a 180º C, em forma untada com manteiga e polvilhada com farinha, aproximadamente 1 hora. Desenforme depois de frio e decore a gosto com açúcar em pó.

P.S. A próxima receita que vou experimentar: Semifrio de Diospiro

A brincar com os pinceis



O produto final da volta de um velho hobby, uma colcha/coberta de bebé para o ovo.



 

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Ainda há esperança


 

Hoje agarrei nos pinceis e pus as “mãos na massa/na tinta”. Anos e anos depois, comprova-se que jeitinho existe. Falta assiduidade…

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

domingo, 9 de dezembro de 2012

Menu Semanal


Domingo
Macarrão com queijo bacon e cogumelos/gelatina de morango
Sopa+ restos

2º feira
Gambas de caril com arroz branco/diospiro de roer

3º feira
Massa de carne/romã

4º feira
Bacalhau à Gomes Sá/kiwi

5º feira
Dourada grelhada com batata cozida/gelatina de morango

6º feira
Peito de frango grelhado com arroz de grelos/ diospiro de roer

Sábado
Pescada no forno à portuguesa/maçã
Sopa+ folhado de frango

Wishlist






segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Bolo de aniversário


 
 
Na segunda-feira passada o meu filhote esteve de parabéns e como é costume fiz o bolo de aniversário.

Fiz um bolo simples para não dar muito trabalho, mas bonito e colorido afinal um bolo infantil de aniversário quer-se alegre.

É feito com muito amor e pouco de imaginação.
 

Hoje é o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência...



 

Porque muitas vezes, na imperfeição de alguém, podemos encontrar a mais perfeita perfeição de sentimentos….

…em que muitos ditos perfeitos são absolutamente imperfeitos!
E a propósito daquela máxima TODOS DIFERENTES TODOS IGUAIS deixo-vos as palavras de António Gedeão:

“Não há, não, duas folhas iguais em toda a criação. Ou nervura a menos, ou célula a mais, não há, de certeza, duas folhas iguais.”  

domingo, 2 de dezembro de 2012

Que bem



... que se passou o dia.

Entre amigos. À volta da mesa. No quentinho do meu lar. A escutar as histórias de cada um. Entre risos e gargalhadas que fluem de uma boa conversa, entre pessoas que se querem bem e com quem nos sentimos confortáveis, interrompida volta e meia pelas crianças que correm pela casa…

Eles correm, eles jogam, recortam e colam ….Ai a casa! Amanhã resolvo…. arrumo tudo.

 

Haja vontade de estudar


 

 

Não tenho, nada mais, nada menos, do que um dossier inteiro (daqueles de arquivo de lombada larga) para ler e meter (salvo seja) na cabeça.
A frequência, é na 4º feira de manhã, e eu ainda nem sequer lhe peguei…. E se ao menos eu tivesse oportunidade de assistir às aulas, mas é que nem isso!
Digamos que pelo nome da unidade curricular tenho uma vaga ideia do que se trata, e apenas por isso…
Ou se me dá uma vontade de estudar ou desconfio que estou tramada….

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Menu semanal


 
Domingo
Entrecosto no forno e batata assada/salada de alface /mousse de lima
Sopa+ restos/toranja
2º feira
Arroz de cenoura com filetes de pescada/salada de alface/ gelatina de ananás
3º feira
Massa chinesa/gelatina de ananás
4º feira
Empadão de galinha/salada de tomate e alface/ tangerina
5º feira
Pescada à Gomes de Sá/maçã
6º feira
Arroz de legumes e douradinhos/tangerina
Sábado
Massa de frango/kiwi

Um dia, a seguir outro dia...


E um dia acordo e…

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
...o meu bebé faz 12 anos, DOZE anos! Dá para acreditar?
 

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Já comecei 2 posts e não acabei nenhum...


 

Muito para dizer, muita coisa a acontecer, pouco tempo para contar e pouca vontade à mistura provavelmente...até porque ando atarefada a fazer limonada com os limões que a vida me traz.
Isto melhora.

domingo, 18 de novembro de 2012

Ambrosio




“Tenho para mim...

que o Ambrósio, na vida real, já se finou.
É verdade que ele continua a aparecer na televisão, a apaparicar a senhora do chapéu amarelo (que já há-de ter para mais de noventa anos), mas isso não quer dizer nada. O Mário Soares também se farta de aparecer nas notícias e já quinou há séculos (mesmo que ninguém lhe queira dizer).
Pensando no finado Ambrósio, tenho até medo de comer Ferrero Rocher.
Se a validade estiver tão falseada como o Ambrósio, quem quina ao trincar aquilo, sou eu...

Já mudavam um bocadinho o anúncio, não?”

Escrito por Joanissima

sábado, 17 de novembro de 2012

Menu semanal


Estou a preparar a ementa da semana, enquanto tenho no forno a cozer um belo bolo de tomate, receita da Clara de Sousa. É a primeira vez que faço este bolo, a ver vamos se é do agrado dos meus filhotes…


 



Domingo
Rolo de carne recheado com fiambre e queijo / mousse de chocolate
sopa + quiche de atum e espinafre/maçã
2º feira
almondegas com esparguete em molho de tomate/manga
3º feira
salada russa de atum e ovo/ toranja
4º feira
Empadão de galinha/pera
5º feira
pota à lagareiro/ maça
6º feira
esparguete de frango/laranja
Sábado
feijão-frade com atum e ovo/banana
Sopa de a abobora e grão

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Conceito de greve


 
“… é a suspensão temporária do trabalho; é um ato formal condicionado à aprovação do sindicato mediante assembleia; é uma paralisação dos serviços que tem como causa o interesse dos trabalhadores; é um movimento que tem por finalidade a reivindicação e a obtenção de melhores condições de trabalho ou o cumprimento das obrigações assumidas pelo empregador em decorrência das normas jurídicas ou do próprio contrato de trabalho, definidas expressamente mediante indicação formulada pelos empregados ao empregador, para que não haja dúvidas sobre a natureza dessas reivindicações.

 

Do interesse dos trabalhadores, na atual situação em que vivem, greve era tudo isso mas sem perda de renumeração, porque convenhamos, num país onde os trabalhadores (sim, trabalhadores e olhem que não me enganei) vivem a contar os tostões um dia de greve é um luxo a que não se podem dar!

Afinal, têm que ter em conta os tostões que trazem para o seu pão, já que dos tostões dos parasitas da sociedade o estado não esquece de tomar dos trabalhadores….

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Coisa de filhota



Sabes mãe eu quando for grande vou adotar os meus filhos.

Vais adotar filhos, filha?

Sim, não vou ter filhos meus vou adotar. Sabes e não vou adotar bebes, vou trazer meninos grandes.

 

E eu pensei que nunca mudes de ideia, porque bebés facilmente arranjam uma família de adoção, mas crianças mais velhas ficam “encalhadas” no sistema de adoção. Que Deus ilumine teu caminho!

A história dos macacos



 

Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula.

No meio da jaula puseram uma escada e, sobre ela, um cacho de bananas.

Quando algum macaco subia a escada para apanhar as bananas, os cientistas lançavam um jato de água fria nos que estavam no chão.

Depois de certo tempo, quando um macaco ia subir a escada, os outros enchiam-no de pancadas.

Passado mais algum tempo, nenhum macaco subia mais a escada, apesar da tentação das bananas.

Então, os cientistas substituíram um dos cinco macacos.

A primeira coisa que o macaco novato fez foi subir a escada, de onde foi rapidamente retirado pelos outros, que o surraram.

Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo não mais subia a escada.

Um segundo foi substituído, e o mesmo ocorreu, tendo o primeiro substituto participado, com entusiasmo, da surra ao novato.

Um terceiro macaco foi trocado, e repetiu-se o fato.

Um quarto e, finalmente, o último dos veteranos foi substituído.

Os cientistas ficaram, então, com um grupo de cinco macacos que, mesmo nunca tendo tomado um banho frio, continuavam batendo naquele que tentasse chegar às bananas.

Se fosse possível perguntar a algum deles porque batiam em quem tentasse subir a escada, com certeza a resposta seria:

"Não sei, as coisas sempre foram assim por aqui...”.
(autor desconhecido)

Menu Semanal


 
Com um pouco de atraso…
Mas aqui está a partilha da minha ementa.

Domingo
Massa de vitela com grão e couve / Mousse de lima
Costeletas estufadas com batata cozida/salada de alface tomate e milho/kiwi
2º feira
Massada de bacalhau/romã
3º feira
Vaca estufada com ervilhas e arroz branco/banana
4º feira
Carapau frito com batata cozida e brócolos/kiwi
5º feira
Panados de peru com arroz de tomate/maçã
6º feira
Pescada frita com arroz de legumes/pera
Sábado
Bifinhos com cogumelos
Sopa + restos

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

É isso aí Rita!


Rita Lee no seu melhor
 
Deus me proteja da sua inveja
Deus me defenda da sua macumba
Deus me salve da sua praga
Deus me ajude da sua raiva
Deus me imunize do seu veneno
Deus me poupe do seu fim...
....
Deus me acompanhe
Deus me ampare
Deus me levante
Deus me dê força
Deus me perdoe por querer
Que Deus me livre e guarde de você...

domingo, 4 de novembro de 2012

Compota de medronhos


 

Bem perto de casa há um árvore de Medronhos, e eu que gosto tanto, aproveitei para apanhar alguns.

Aqui por casa, tudo se aproveita e dos medronhos saiu uma bela compota para fazer algumas sobremesas e não só. Fiz assim:

 

Ingredientes:

700g de medronhos
500g de açúcar
Sumo de 1 limão
1 Pau de canela

Preparação:

Num tacho juntar os medronhos, previamente lavados, com os restantes ingredientes. Misturar bem. Colocar em lume brando e assim que ferver ir mexendo até apurar e formar ponto de estrada. Retirar o pau de canela e passar com a varinha mágica. Guardar em frascos esterilizados.

Preparar o natal


O Natal aproxima-se rapidamente e é preciso prepará-lo com alguma antecedência, para que tudo corra como planeamos sem grande ansiedade e stress, comecei por fazer a lista das pessoas que vou presentear.

As prendas das crianças são um dos pontos altos, e por isso começo por preparar esse item com alguma antecedência, até porque não gosto de deixar para comprar tudo no mesmo mês o que arruína o orçamento familiar.

Este ano estou um pouco mais atrasada, por esta altura costumo já ter tudo comprado e embrulhado. Neste momento falta-me comprar três prendas e são as mais importantes. São as prendinhas dos filhotes e do maridão. Todas as outras estão compradas, falta ainda fazer os respetivos embrulhos.

            A prenda da filhota ainda esta semana irei busca-la, está decidida falta apenas deslocar-me à loja. A do filhote este ano está mais complicada… A do maridão, eu sei o que lhe gostava de dar, e sei bem que era do seu agrado, mas tenho de ponderar mais um pouco porque o preço é bastante elevado e não quero dar cabo das economias!

Mas como o Natal não é só prendas, envolve muito mais…é preciso organizar-me. Tenho já uma lista das receitas que quero fazer, e já comecei a preparar alguns itens para esta época. Os frutos secos (passas, pinhões, nozes e avelãs), o bacalhau são alguns dos itens que já se encontram na minha despensa. Mas ainda me falta muita coisa para poder confecionar todos os itens da minha lista de receitas natalícias.

            Como sou casada com uma testemunha de Jeová, o meu natal é um misto de culturas e crenças que se cruzam com muito respeito. As testemunhas de Jeová não comemoram o natal… mas eu não sou testemunha de Jeová, sou apenas casada com um!

            Gostava de poder fazer uma decoração natalícia…mas tem de haver cedências por forma a vivermos todos em harmonia e como tal eu fico sem as decorações (tirando pequenos presentes feitos pelos filhos na escola ao longo dos anos que vou espalhando pela casa dando-lhe um colorido típico da ápoca), fico com a ementa típica e as crianças com os presentes.

No meio disto tudo, ficam as crianças que um dia acabarão por fazer as suas próprias escolhas de fé, eu sei um de nós não ficará feliz…mas cada um faz a escolha dos seus próprios caminhos inevitavelmente e nós pais só nos cabe orientar e depois respeitar as suas escolhas.

Ementa semanal


 
Este fim-de-semana Mangualde está em festa.
Acontece a anual Feira dos Santos.
É típico comer as febras e como não poderia deixar de ser fazem parte da ementa eh eh
No almocito de domingo fomos comer fora, de vez em quando sabe bem não cozinhar.
 
Domingo
Almoço fora de casa
Febras grelhadas com batata cozida e salada de alface/gelatina de ananás
2º feira
Salada russa de atum e ovo/kiwi
3º feira
Frango foguetão com batata assada à inglesa/ salada de alface/romã
4º feira
Red fich cozido com batata cozida e esparregado de espinafre/gelado de coco com doce de medronho
5º feira
Costeletas grelhadas com arroz de feijão /kiwi
6º feira
Caldeirada de bacalhau /maça
Sábado
Feijoada de marisco
Sopa + restos

 

Também te amo



Lembram-se de eu confessar que andava louca por comer um caramujo com chantilly?

O marido (que é querido) apareceu-me em casa um dia destes
 com uma caixinha cheia de caramujos que pediu para fazerem em especial para mim.
 O que eu tenho a dizer a isto?
Que também eu o AMO MUITO.
 

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Os jovens de hoje serão adultos prendados no seu futuro?



Nestes pequenas excursões de leitura que faço pela blogosfera, dedico-me a ler um pouco de tudo.

Aliás tenho o mau hábito de ler simplesmente, seja bom ou mau, leio tudo sem filtro. Os temas vão dos mais intelectuais e maçudos aos mais corriqueiros e “leves”.

E como tudo na vida, tenho o hábito de filtrar muito daquilo que leio e dou comigo a meditar sobre algumas leituras que faço, não porque os artigo em si mesmos nos induzam nessa reflexão mas porque inevitavelmente quando leio não fujo daquilo que sou, um ser pensante, critico, e pouco dado a aceitar as coisas conforme-me são dadas ainda que na maioria dos casos não me manifeste.

Um dos grandes temas em voga na blogosfera nos últimos tempos, estão relacionados com atividades domésticas e a melhor forma de gerir, assim como a melhor gestão financeira para o fazer, já que os anos são de crise.

Começo a ver uma grande procura por parte da geração de mulheres mais jovens em aprender noções de culinária básica, orçamento do lar, como melhor gerir e programar a limpeza de casa, noção de nutrição em paralelo com a confeção de refeições económicas, etc tudo temas que pareciam em desuso e menosprezados.

Esta geração, que procura estes conhecimentos, parece-me ter sido educada por uma outra geração, que frequentou na escola uma unidade curricular lecionada até aos anos 90 com o nome de Economia doméstica.

Isto para quem teve o privilegio de frequentar a escola para lá da 4º classe, aos restantes, tal como o caso da minha mãe, aprendeu com a sua mãe que lhe ensinou o que anteriormente tinha aprendido com a sua. E eu, a geração que veio a seguir, que estudei, mas no meu tempo já não era lecionado a Unidade curricular Economia doméstica limitei-me a aprender quanto a minha mãe sabia, completando o meu conhecimento porque os tempos são outros e as necessidades também. Porque na minha casa não se lava loiça à mão, o aspirador não é novidade, bimby e outas coisitas já são a minha realidade. Mas foi com a minha mãe que aprendi a coser um botão , a picar cebola, a escolher feijão, a desinfetar uma salada, a sair de casa com a cama feita, etc.

Pergunto-me que aconteceu às restantes mulheres na minha geração? Porque dou comigo a ler artigos tipo: ”nunca deitar sem lavar a loiça e deixar a cozinha arrumada” e a seguir vêm comentários de umas 30 leitoras a dizer: “fantástico, fabulosa ideia!”

E eu fico tipo: Ah??!! Como? Mas há alguém que não saiba isso?! Descobriram a pólvora?

E dos blogues saem a seguir para publicações de livros, não posso deixar-me de perguntar se eu vivo num mundo real, e começo a suspeitar que a minha geração não sabe fazer nada, o que é que vai ensinar à geração que educa? Será que serão competentes o suficiente para ensinar os filhos a pregar um botão, fritar um ovo, confecionar uma simples sopa?

E antes que alguém me pergunte, eu esclareço, os livros ao que me parece falam de coisas básicas mas uteis e têm bons conselhos (é certo que não tenho nenhum, mas pelo que ouvi falar do conteúdo julgo não estar errada), não me choca as publicações dos mesmos, as autoras e editoras foram inteligentes de oportunas na sua criação e publicação, o que me faz confusão é a tanta necessidade dos seus conteúdos.

Por mais, leviandade e ironia eu esteja aqui a tratar desde tema, a verdade é que é preocupante porque se esta geração  anda tão à “nora” quem ensinará as gerações mais novas coisas simples que eu aprendi com meus pais, coisas como lavar as mãos com regularidade por causa dos germes, comer frutas e vegetais, entre outras lições.

Coisas básicas de bom senso, até porque numa geração em que a obesidade infantil e doenças cronicas como os diabetes são uma realidade a combater é necessário e importante ensinar aos jovens a produção das refeições com alimentos bons e nutritivos. E eu digo jovens propositadamente, porque cozinhar e organizar a casa é tanto para meninas como meninos.

No meu lar, na família que eu construí, tal como na casa dos meus pais, essas coisas se aprendem e ensinam pelo colaborar nas atividades quotidianas.

Há interação em casa nos afazeres domésticos, desde tarefas mais pequenas às maiores e mais demoradas. Umas aprendizagens são feitas com mais sucesso que outras, mas a semente fica na terra e nem sempre brota na mesma estação.

É em conjunto que muitas vezes elaboro a ementa semanal, aceitando sugestões mas também passando responsabilidade de que a ementa não é preencher um quadro com as refeições que mais gostamos, mas passando a mensagem da importância de uma ementa variada que inclua todos os alimentos de todos os grupos alimentares da Roda dos alimentos em proporções ao tamanho da secção da mesma, tal como estudam na escola.

Na minha casa, existem três quartos, o meu e mais um para cada filhote. A minha cama faço-a eu por norma pois sou a ultima a sair de casa e por isso sou a ultima a levanta-me. Ao fim de semana já não acontece, quem por ultimo se levantou que a faça. Não faço as camas das crianças, isso é responsabilidade de cada um. A mais nova tem a ajuda necessária para mudar os lençóis ao fim de semana. Por aqui dividem-se tarefas e a mesa é posta pelos meninos, despejar o lixo é tarefa do mais velho, limpar o pó é mais uma tarefa entre outras em que colaboram.  

Cozinhar é tarefa minha, mas em dias de férias e fim-de-semana é uma tarefa levada a cabo em conjunto, é prazerosa e uma tarefa divertida e tem por trás um propósito, o da aprendizagem. Se questionarem a minha filha mais nova, tenho a certeza que vos ensina a fazer a sopa preferida dela sem se esquecer de um único ingrediente, ainda que a ela só lhe seja permitido descascar a batata e a cenoura porque é feito com uma faca apropriada, é tarefa dela colocar sobre a mesa de trabalho da cozinha todos os ingredientes como o grão , feijão verde, abobora e cebola.

Em minha casa, faço por os meus filhotes aprendam a cozinhar, ou pelo menos a desenrascarem-se, além de dobrar roupa, arrumar e limpar a casa, o tempo passa depressa e um dia destes vão de malas aviadas para a universidade e vão estar sozinhos e espero que sejam autossuficientes…